vestibular

Mercado de trabalho para farmacêuticos: oportunidades

Mercado de trabalho para farmacêuticos

O mercado de trabalho para farmacêuticos está aquecido. Isto se deve ao ótimo momento vivido pelo setor: somente no ano de 2020 – primeiro ano da pandemia de Covid-19 no Brasil – o crescimento no faturamento de farmácias foi de 15,6%, de acordo com dados do Monitor Mercantil. Apesar de não ser a única – as possibilidades de atuação do farmacêutico são muitas – o varejo pode ser a melhor opção ao recém formado.

Da mesma forma, se vocês está interessado em cursar Farmácia, saiba que o Brasil é o principal mercado farmacêutico da América Latina. Responde por cerca de 2% da participação do faturamento farmacêutico global. Conforme o Conselho Federal de Farmácia, são quase 90 mil farmácias privadas no país e mais de 10 mil públicas.

Motivos não faltam para eleger a atuação farmacêutica como profissão. Vamos conhecer um pouco mais sobre o mercado de trabalho para farmacêuticos? Adianto que os próximos anos serão ainda mais promissores. Vamos lá?!

Tendências do setor para os próximos anos

Certamente, o setor de farmácias no país seguirá aquecido. Isso ocorre, especialmente, devido a mudança no perfil das farmácias. Antes, elas eram considerados espaços para curar doenças e aliviar a dor. Hoje, se tornaram locais voltados à prevenção, bem-estar e cuidados pessoais.

Essa ampliação tornou as farmácias espaços de convivência para muitas pessoas. Dessa maneira, o varejo farmacêutico vem diversificando produtos e marcas. De acordo com a Associação Brasileira de Redes de Farmácias e Drogarias (Abrafarma), serviços clínicos de atenção farmacêutica avançada embasados em tecnologia são as principais tendências para os próximos anos.  

Mercado de trabalho para farmacêuticos, Mercado de trabalho para farmacêuticos: oportunidades

Serviços farmacêuticos

A ampliação da gama de serviços farmacêuticos em farmácias deve incrementar o mercado de trabalho para futuros farmacêuticos. Em breve, serviços como exames para colesterol e diabetes, programas voltados à saúde, como parar de fumar e perder peso, passão a ser oferecidos em farmácias. Isso se deve a aprovação da Lei Federal 13.021, onde elas passaram a ter mais autonomia para fazer atendimentos clínicos específicos.

Cosmetologia

Farmacêuticos também podem atuar na área de cosmetologia. Aplicação de Eletroterapias, Peelings, Toxina Botulínica, Preenchimento Dérmicos, Criolipólise, Intradermoterapia, Agulhamento e Microagulhamento, Carboxiterapia, Fio Lifting, Laserterapia, dentre outros procedimentos, podem ser feitos.

Ainda, pode atuar no desenvolvimento de produtos estéticos seguros que oferecem a possibilidade de correção de imperfeições ou falhas na pele. Conforme a ABIHPEC, no ano de 2021, o Brasil manteve o título de 3º maior consumidor no setor da estética, perdendo apenas para os Estados Unidos e China.

Crescimento da indústria farmacêutica

Na contramão da maioria dos setores brasileiros, a indústria farmacêutica apresentou crescimento nos últimos anos. O guia da Associação da Indústria Farmacêutica de Pesquisa (Interfarma) aponta que o Brasil assumirá quinta posição do ranking mundial da indústria farmacêutica, liderado, atualmente, pelos Estados Unidos. De maneira idêntica, o guia também aponta que das 10 empresas com o maior faturamento no Brasil, seis são farmacêuticas nacionais.

Outra boa notícia, para aqueles que querem ser pesquisadores, é que o setor farmacêutico é um dos que mais investe em pesquisa e desenvolvimento no país e no mundo.

Fármacos veterinários

Mesmo no cenário de pandemia e crise econômica, o mercado pet segue faturando. Oportunidade para farmacêuticos veterinários atuarem no produção de fórmulas e medicamentos para uso em cães, gatos, coelhos, cavalos e qualquer outro tipo de animal, criado como bicho de estimação. O Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Saúde Animal (Sindan) estima que o “mercado pet” de medicamentos fechou o ano com um faturamento aproximado de R$ 5.8 bilhões.

Devido ao crescimento de aumento de 30% no número de animais presentes nos lares brasileiros, o segmento irá se manter em alta nos próximos anos.

Envelhecimento da população

mercado farmaceutico

Atualmente, a expectativa de vida no Brasil é de 76 anos, maior média histórica conforme o IBGE. A previsão é de que o número de idosos triplique no país até 2050. Igualmente, pessoas com 60 anos ou mais serão 30% da população total. O mais provável é que com uma maior longevidade, ocorra aumento de pessoas com doenças crônicas.

Devido a isso, toda a indústria farmacêutica seguirá comprometida em desenvolver e comercializar produtos e serviços que atuem diretamente no controle e prevenção de doenças. Os consultórios farmacêuticos, cada vez mais comuns em farmácias, vai proporcionar ajuda à população da terceira idade, disponibilizando maior em avaliações de saúde e acompanhamento.

Estudar farmácia

Como vimos acima, motivos não faltam para escolher a profissão, certamente uma das que mais será requisitada nos próximos anos. Entretanto, é importante o estudante optar por um curso de graduação de qualidade, assim como escolher uma universidade, visto a gama de atividades extracurriculares oferecidas nesses espaços.

A Católica de Pelotas possui um dos cursos de Farmácia mais tradicionais da região sul do Rio Grande do Sul. Além disso, o curso possui 14 laboratórios específicos e altamente qualificados, além da Farmácia Escola, do Laboratório Escola de Análises Clínicas (LEAC), Unidades Básicas de Saúde e do apoio técnico do Hospital Universitário São Francisco de Paula (HUSFP), onde os acadêmicos realizam estágios profissionalizantes e práticas acadêmicas.

Ficou interessado em Farmácia, mas ainda não tem certeza? Faça nosso Quiz e descubra qual a área da saúde mais combina com você.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© Copyright 2022 Blog da UCPel