Central de Informações
(53) 21288269

5 dicas de memorização para fortalecer a rotina de estudos

Dicas de memorização

Às vezes, antes de uma prova, bate aquele friozinho na barriga, né? Até porque, a pressão de testar nossos conhecimentos causa certo nervosismo. E se deixamos tomar conta, parece que não estudamos o suficiente.

Por isso, ao estudar, esteja concentrado. Assim, você terá certeza do seu potencial e aprendizado. E, para deixar sua rotina de estudos ainda melhor, vamos apresentar nesse post 5 dicas de memorização. Com elas, você não corre risco de ter aquele branco em uma prova.

 

Faça o teste e veja como está a sua rotina de estudos

 

1. Para a memorização: leia, leia e releia

via GIPHY

Para alguns, a primeira dica pode parecer óbvia, mas a nossa memória aprende com a repetição. Por isso, quanto mais você ler, mais você aprende.

É também interessante que você leia de diferentes formas: em voz alta, para você mesmo e ainda para um amigo. Depois, tente ensinar o conteúdo para alguém que não sabe nada do assunto – se você conseguir, quer dizer que aprendeu.

2. Vá além e faça gravações

via GIPHY

Uma parte do nosso aprendizado também vem da audição. Por isso, para facilitar a memorização do conteúdo, uma boa dica é gravar.

Você pode gravar a explicação de um professor em sala de aula ou a sua leitura do conteúdo em voz alta. E ouça sempre que puder, seja enquanto toma banho ou enquanto se desloca de um lugar a outro.

3. E complemente com anotações

via GIPHY

Ler e ouvir ajudam (muito) na memorização. Mas, para complementar, você pode também fazer resumos, anotações e organogramas.

Uma boa memorização se dá na combinação dessas três dicas. Por exemplo, você pode ler em voz alta e gravar. Depois de dominar o assunto, faça um resumo com as suas palavras ou organize em um organograma.

Assim, você exercita sua memória visual ao visualizar o conteúdo. Mas atenção: evite ler e escrever ao mesmo tempo para que seu cérebro não perca o foco.

4. Você ainda pode fazer associações

via GIPHY

O cérebro funciona de maneiras estranhas, muitas vezes. Acontecimentos engraçados e inusitados tendem a permanecer por mais tempo em nossa memória.

Por isso, muitos especialistas recomendam, para memorização, associações. Ou seja, associe palavras-chave do assunto a alguma coisa peculiar, engraçada. Isso vai fazer com que você lembre com facilidade de todo o resto.

Outra dica bem comum são acrônimos (palavras formadas por letras que representam outras palavras) e encadeamentos (frase construída com as palavras-chave).

5. Por fim, mas MUITO importante: o r g a n i z a ç ã o

via GIPHY

Se você segue uma rotina de estudos, provavelmente sabe que o cérebro precisa de um ambiente organizado para se concentrar. E para exercitar a memória não é diferente.

Busque organizar o que você vai estudar, resumos e o ambiente ao seu redor. Planeje e estabeleça metas diárias a serem cumpridas. Além de criar uma rotina, faz com que seu cérebro se mantenha ativo para absorver os novos conteúdos.

Mas lembre: de nada adianta cuidar e exercitar apenas o cérebro. Cuide também do seu corpo. Busque ter noites bem descansadas de sono, mantenha uma boa alimentação e faça atividades físicas. Ok?

Agora que você aprendeu essas 5 dicas de memorização, que tal testar seus conhecimentos?

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© Copyright 2019 Blog da UCPel